Banner


CARIOCA LEVA O TROFÉU FARROUPILHA

H. Oliveira montando Fanqueiro ficou com o principal prêmio do dia na Tablada

Foi para um carioca, natural de Vassouras o prêmio da Prova Especial Revolução Farroupilha disputada neste domingo no hipódromo da Tablada. Montando o estreante Fanqueiro, o carioca Henrique de Oliveira, 25 anos, conseguiu uma vitória espetacular nos últimos metros. Esta foi a segunda vitória de H. Oliveira nesta temporada, em Pelotas. O movimento total de apostas foi R$ 23.026,00.

No páreo formado por animais sem vitória, o potro Fanqueiro, de três anos, pertencente ao Haras Ana Maria e treinado por Jean Pierre Corrêa largou mal e ficou para trás. Aos poucos, no entanto, foi ganhando terreno e nos 300 metros finais já estava pronto para lutar pela liderança. “Nesse ponto fiz valer, deixei ele correr e ele respondeu muito bem atropelando os líderes”, conta H. Oliveira, que venceu a corrida com três corpos de diferença sobre o segundo colocado, Flayd montado por Gladimir Ferreira. “Vencer a prova Farroupilha tem um belo significado pela importância que a data tem para o povo gaúcho”, comento o carioca radicado em Porto Alegre desde 2017.

CONFIRMADOS – Na última prova do domingo, disputada em homenagem ao presidente do Conselho Deliberativo, Gines Maria Antunes, o vencedor foi Big Stick que sob a condução de Cenoir Macedo travou um duelo emocionante com Let Me Free montado por Luis Fernando Santos e I’ll Be Good montado por G. Ferreira.

Na largada, Big Stick largou mais lento que os demais e permaneceu em quinto até a primeira curva, enquanto Let Me Free e I’ll Be Good lutavam pela liderança, na entrada da reta já estava em quarto e nos 400 metros finais abriu por fora e partiu para cima dos ponteiros até ultrapassá-los a poucos da chegada e vencer por um corpo e meio de vantagem. “Foi uma ótima corrida. No festival do Protetora (no início de setembro, em Porto Alegre) perdi com ele no último pulo e como aqui já havia ganho, confirmou a superioridade”, analisou. Ao obter a sexta vitória na temporada, C. Macedo se mantém na liderança do campeonato de jóqueis agora com duas vitórias a mais que o vice-líder G. Ferreira.

OUTROS VENCEDORES – Os dois primeiros páreos da tarde foram vencidos por Barulhento montado por Jader Elias da Rosa e Beguinner com G. Ferreira. J.E. Rosa, por sinal, estava há mais de um ano sem participar de provas na Tablada e venceu logo no retorno. “Voltei com o pé direito, espero estar aqui mais vezes agora”, declarou o jóquei que começou a carreira em Rio Grande, rodou pelo Brasil, esteve na Europa e agora está radicado em Porto Alegre.

Já o prata da casa, G. Ferreira confirmou o bom momento dos “velhinhos” da Tablada ao vencer sua quarta prova e se manter vivo na briga pelo título além de despontar como um dos principais profissional de Pelotas nesta temporada. “Estamos aí e vamos continuar brigando por mais bons resultados”, disse.

Álvaro Guimarães

Assessoria de Imprensa

(53) 99121-1738